terça-feira, 19 de abril de 2011

Normas de Vestibilidade propostas pela ABNT

Postado por jenniferas1 às 03:13

   Muitas são as dúvidas dos consumidores e confeccionistas em relação às normas de vestibilidade, que estão sendo estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Seguir a grade de tamanhos proposta será obrigatório? Haverá mudanças nas informações das etiquetas?

    Para esclarecer estas e outras questões, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) realizou uma coletiva de imprensa nessa terça-feira, 22 de fevereiro, contando com representantes da ABNT, do INMETRO e da própria ABIT. Um dos principais anseios é relativo à obrigatoriedade de obedecer os padrões de tamanhos e medidas que serão propostos. Maria Adelina Pereira, superintendente do Comitê Brasileiro Têxtil e Vestuário da ABNT, explica que as medidas funcionarão apenas como sugestões para as marcas, não sendo obrigatórias.

Normas de Vestibilidade

REPRODUÇÃO
Grade de tamanhos da marca infantil Lilica Ripilica.
Grade de tamanhos da marca infantil Lilica Ripilica.
        
       Em novembro de 2009, a ABNT publicou a NBR 15800, que apresentou as normas de vestibilidade para confecções infantis. O documento contém 24 medidas (entre elas tórax, cintura e quadril) que ajudam as confecções de moda infantil a padronizar suas grades de tamanhos. Entretanto, as marcas que quiserem continuar usando suas grades atuais podem fazê-lo sem problemas. Assim, o médio da marca X poderá ser diferente do médio da grife Y.    Quanto mais empresas aderirem às normas da ABNT, no entanto, melhor para o consumidor e para as marcas, pois a padronização evita trocas e, principalmente no caso da moda infantil, ajuda quando a criança não pode (ou não quer) provar a peça.
     As normas de vestibilidade para a moda masculina estão em fase de elaboração e contarão com dezoito medidas para três tipos de corpos: atlético, normal e especial (para os tamanhos plus size). No caso do vestuário feminino, não há previsão para divulgação dos padrões.

Indicação de Medidas

REPRODUÇÃO
Tabela de medidas da loja virtual da Redley.
Tabela de medidas da loja virtual da Redley.
       A ABIT também sugere que as confecções incluam nas etiquetas ou em uma tag presa às peças informações sobre as medidas de corpo que determinada roupa irá vestir. Assim, uma calça que sirva bem uma pessoa com noventa centímetros de cintura poderá ter em sua tag a informação “cintura: 90 cm”. Essa medida deverá ser em relação ao corpo do cliente e não à largura da peça, já que alguns tecidos possuem elasticidade e medem bem menos quando estão fora do corpo.
      Pela sugestão da ABIT, o tamanho das medidas apresentadas depende da peça: uma blusa pode conter uma tag indicando as medidas de busto, ombro e cintura, já uma calça, de cintura e quadril. Assim como a grade de tamanhos sugerida pela a ABNT, a indicação dessas informações não será obrigatória. Entretanto, a concorrência entre as empresas e a popularização do comércio online fará com que cada vez mais marcas adotem essa atitude. “O próprio mercado irá incentivar e tornar isso uma necessidade entre as confecções”, afirma Sylvio Napoli, gerente de infraestrutura e captação tecnológica da ABIT.
         Apesar de atualmente a maioria das confecções brasileiras indicar em suas etiquetas somente as informações obrigatórias (nome do fabricante ou importador, CNPJ, país de origem, composição têxtil, cuidados de conservação e tamanho), o e-commerce está exigindo que mais informações sejam dadas. Por isso, algumas lojas virtuais, como a da marca carioca Redley e da rede esportiva Decathlon, não só disponibilizam as medidas de seus produtos como oferecem tabelas para que o consumidor descubra qual o tamanho mais adequado para o seu corpo.

Fonte:
http://modaspot.abril.com.br/news/saiba-como-funcionarao-as-normas-de-vestibilidade-propostas-pela-abnt

8 comentários:

Juliana Lavina on 19 de abril de 2011 14:26 disse... [Responder comentário]

Isso emuito bom...pois dependendo d amarca a roupa fica diferente em mim..ou muito grande ou muito pequena..e como sapatos..algumas marcas eu calço 35 outros 36....

incondycional on 19 de abril de 2011 14:59 disse... [Responder comentário]

O problema dessas normas é que elas não são obrigatórias! Deveria ser né??
Cada marca/grife faz o seu temanho e pronto.
EU por exemplo, calço 37, mas tenho calçados 36 e 38! Tudo bem que meu pé não é muito normal, mas ajudaria se todos os 36 fossem do mesmo tamanho e etc rs

beijos
Dy

josiane on 20 de abril de 2011 04:13 disse... [Responder comentário]

concordo com a juliana dependendo da marca fica ou muito grande ou pequena

Lilian on 20 de abril de 2011 10:11 disse... [Responder comentário]

Eu acho um saco isso.. você não pode falar que veste tal número, porque dependendo da marca fica totalmente diferente. Tem marcas que tem um P enorme, e tem marcas que tem um P super pequeno, por exemplo.

Adriana on 21 de abril de 2011 17:06 disse... [Responder comentário]

flor, tem meme p ti lá no tititi!
http://tititidadri.blogspot.com/2011/04/meme.html
bjs

Dyle on 22 de abril de 2011 06:29 disse... [Responder comentário]

ah..mas ninguem segue essas normas...aqui no brasil é uma loucura...cada marca de roupa e loja tem seus modelos de numeros...sapatos então..
mas sabia que nos eua não é assim?
lá é padrão mesmo..nao vi uma roupa que a numeração fosse a mesma mas o tamanho e corte diferentes...
lá é mais organizado
http://tinaup.blogspot.com/

jenniferas1 on 22 de abril de 2011 06:38 disse... [Responder comentário]

Meninas, eu também sinto muita faltas de normas, por isso coloquei esse post. Seria bom para calçados também. Bjs.

Janaína Santos on 26 de abril de 2011 11:01 disse... [Responder comentário]

Tinha que ter um padrão, pra não termos dúvidas quando vamos comprar roupas!!!
Bjs e gostei muito do post!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sonhos, magia e beleza Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | Illustration by Enakei | Gossip Celebrity